Essa é uma pergunta interessante que fiz primeiramente a mim mesmo.
Vou te confessar uma coisa: essa é a trigésima vez que começo um blog. rss… Mania de começar e não terminar. Não acredito que seja realmente necessário na vida terminar tudo o que começamos, penso que as experiências precisam ser vividas intensamente. Lógico que ficar sempre no meio do caminho de tudo que se começa talvez não seja tão legal. Mas sem julgamentos, cada caso é um caso. Acredito que os fatos precisam ser encarados como parte de um processo de descobrimento. Dessa forma nos permitimos descobrir as coisas e não vivemos sob o peso de regras estabelecidas desde a nossa infância, como por exemplo, o famoso fardo que é imposto sobre nós assim que iniciamos nossos planos para o futuro: “Escolha uma profissão (de preferência uma que lhe dê segurança e estabilidade financeira), estude e dê duro, trace metas e as alcance e primordialmente VENÇA NA VIDA

Que peso não é mesmo? Dar certo na vida é um peso que carregamos e quando assisti um vídeo de um cara falando sobre isso passei a pensar mais sobre o assunto. Se quiser ver esse vídeo, o link está no final do post. Nele o cara fala sobre diversos outros assuntos muito interessantes.

E o que tudo isso tem a ver com eu ter um blog? Ou sobre música e violão?

Primeiramente tem a ver com o meu desejo de escrever e partilhar. Não costumava escrever muito, até porque meu português nunca foi dos melhores. Então quando entrei na graduação há seis anos tive que escrever quase que diariamente e passei a pegar gosto. Com isso houve também uma melhora significativa principalmente na minha gramática. Agora com o blog tenho certeza que vai melhorar ainda mais (assim espero). Em relação à música e ao violão, o que ocorre é que eles são a minha vida, o meu trabalho, o meu descanso e também o meu lazer. Sempre que eu partilhar alguma coisa, música e violão estarão no meio. A verdade é que nunca fez tanto sentido como agora ter um blog. Várias peças estão se encaixando e eu acho que dessa vez eu não paro no meio.

Indo então ao ponto, vou tentar elencar de forma clara e objetiva os principais motivos que me levam a criar este blog:

Gosto de escrever: Me faz bem parar um pouco, sentar pensar escrever. Seja sobre o que for desde que me interesse.

Gosto de estudar sobre assuntos que me interessam. Criar um blog, onde outras pessoas estão envolvidas, vão ler o que escrevo, vão me conhecer um pouco, saber dos meus projetos e ideias é algo que me incentiva a pesquisar mais e estudar sempre. Sem contar que talvez eu até seja útil posta assuntos de relevância rss.

Interagir e me comunicar: Um grande amigo me disse certa vez: “No fim das contas tudo o que importa são as pessoas” Depois que ele me disse isso percebi que se trata de uma grande verdade. Todas as coisas que fazemos fazem parte de uma enorme e complexa rede de acontecimentos onde as pessoas são seus agentes. Essa necessidade de comunicação e de interação é algo extremamente humano. Escrever e publicar na internet me conecta com as pessoas — Como, por exemplo, agora enquanto você lê — que de alguma maneira pode ter algo em comum comigo. Isso possibilita trocas importantes.

Meus projetos e serviços: Eu seria muito hipócrita se não citasse aqui que este blog faz parte também de um projeto de trabalho. Logicamente, preciso sobreviver e luto constantemente para fazer isso trabalhando com o que eu amo: música. Por isso você vai perceber que muitas postagens se referem a projetos musicais, seja de ensino ou simplesmente de divulgação artística. Quem escolhe trabalhar com arte faz de si sua própria fonte de sustento. Numa sociedade de extremo consumo, ainda que solitários, nós artistas somos nossa própria corporação, nosso nome é nossa marca e nossa arte acaba se tornando nosso produto. Ainda que lutemos para não enxergar as coisas assim, isso se torna uma realidade cada vez mais presente no mundo. Esse assunto dá muito pano pra manga, então vou parar por aqui.

Sobre violão e sobre música: Quando era mais jovem (digo “mais”, porque ainda sou jovem ok?), não havia tanta informação disponível como nos dias de hoje. Quando estava iniciando meus estudos musicais de forma mais séria e comprometida com o instrumento, não era nada fácil encontrar aquilo que procurava. Ralei muito porque tudo era muito caro e o acesso era muito escasso. Fui para capital (São Paulo) estudar e me esborrachei todo em dívidas. Tomei muitas decisões sem orientação e gastei muito tempo e energia em coisas que não me ajudaram em nada. Por isso acredito que através deste blog poderei oferecer alguma contribuição para pessoas que assim como eu buscam informações relevantes sobre música, violão, estudos e até sobre a vida musical. Não tenho a menor pretensão de oferecer nenhum tipo de fórmula para o sucesso. Isso é o que mais se encontra na internet e é patético. Mas talvez um bate-papo, uma dica ou simplesmente uma opinião.

Sobre o que vou escrever aqui: Você irá perceber que este blog é um grande balaio de gato onde tudo se encontra junto e misturado. Vou escrever assuntos técnicos e específicos sobre o violão, dicas, lições, exercícios e análises musicais. Divulgarei aqui a minha plataforma online de aulas e outros serviços e produtos de interesse de violonistas e estudantes de música no geral. Falarei sobre música, sobre vida e sobre vida de músico. Compartilharei ideias, pensamentos e reflexões sobre os mais variados assuntos, talvez até sobre política. Postarei aqui também meus vídeos do YouTube, sejam estes artísticos ou de ensino, questões sobre tecnologia relacionadas ao ensino musical e sobre o que mais me der na telha ok?
Espero que você tenha ficado satisfeito com minha resposta e espero também que alguma coisa que eu compartilhar aqui lhe seja útil.

Um grande Abraço!
MB

Ps. segue o vídeo citado no texto: https://www.youtube.com/watch?v=wACdGy6gpfY

Deixe seu comentário

comentário

mateusbustamante

Ver todos os posts